PESQUISE AQUI

Carregando...

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

A ORIGEM DA FAMÍLIA FERREIRA EM CEARÁ-MIRIM





A FAMÍLIA FERREIRA
 
Família do Major Luis Ferreira da Silva
Os Ferreiras chegaram a Vila de Ceará-Mirim por volta dos anos 1830 e 1850, vieram de Portugal e se instalaram na localidade de Lagoa Grande. Gente muito trabalhadora, logo prosperaram e construíram uma grande casa e plantaram cana de açúcar trazida de Portugal.
João Ferreira chegou a Ceará-Mirim aos 10 anos e aos 23 anos quando freqüentava as missas dominicais, conheceu a portuguesa Elizia Policarpo, moça muito bonita e prendada. Aos poucos foi se aproximando da bela donzela e em 16 de maio de 1860 casaram-se e desse matrimônio tiveram 8 filhos. João faleceu de febre amarela em 1876.
Com a morte do Pai, seu filho Luis Ferreira da Silva, aos 12 anos, assume a responsabilidade da família e passa a tomar conta de sua Mãe e de seus irmãos.
Aos 22 anos conhece Dona Quininha, viúva do comerciante Pedro Malaquias e a pede em casamento, assumindo seus dois filhos, Heretinho e Sofia.
Luís era ativo, aprendeu violino, tocava bem. O violino gemia em suas mãos. Aprendeu a teoria musical. Na intimidade ele compunha as suas músicas. Fazia serestas, era muito procurado para trocar nas festas de aniversários. Era um bom dançarino e a valsa era sua musica predileta.
A casa de comércio deixada por Pedro Malaquias era grande e logo Luis ampliou o negócio abrindo uma loja de ferragem, uma padaria e uma sapataria. Tornou-se um grande e importante comerciante.
Nesse período recebeu o título de Major da Guarda Nacional e entrou para a Maçonaria onde foi Maçom grau 33 – informante.
Do casamento com Dona Quininha nasceram seis filhos: Alice, Lídio, Apropriano, Luiza, Beatriz e João Severino. Após dez anos de felicidades sua esposa veio a falecer.
Era músico e ensinou todos os filhos a arte musical. Todos tinham que aprender solfejar e teoria musical. Ensinou a tocar  piano, violino, violão, etc. Alice aprendeu bandolin; Lídio, piano e violino; Luizinha, piano, foi professora de piano; Apropriano, pianista de salão; Beatriz, concertista de piano e tocava violino e finalmente Joãozinho tocava flauta. Todos tinham de conhecer bem a música e solfejar. Por muito tempo foi maestro e regente da Banda de música de Ceará-Mirim. Deixou algumas composições de sua autoria. Infelizmente o material produzido por ele se deteriorou com o tempo.
Após um período de viuvez, Luis resolveu casar novamente. Conheceu uma senhorita chamada Mariquinha e soube que morava em Papari. Ele procurou os pais da moça e falou que pretendia casar com ela. Imediatamente foi providenciada a realização do segundo matrimônio do Major Luis Ferreira. Desse enlace tiveram seis filhos: Raimundo, Luiz Ferreira da Silva Filho, Maria do Ó – muito bonita, parecida com a mãe. Raimundo, ótimo pianista de salão, tocava muito bem, o violino gemia em suas mãos. Maria do Ó tocava piano. Luiz Ferreira Filho nasceu infantil. No quarto filho, Mariquinha teve um ataque de eclampse e faleceu.
Raimundo, Luis Ferreira Filho e Maria do Ó
Após um ano de viúvo, com três filhos menores, o major resolve casar e pede a mão de uma das irmãs de sua falecida esposa, de nome Yayá. Ela não aceitou porque era doente e provavelmente não viveria muito, deixando o cunhado viúvo novamente. O sogro Inocêncio chamou a outra filha e disse que ela casaria com o cunhado Luiz. Ela prontamente atendeu a solicitação do pai. Assim a 26 de julho de 1926 ele casou pela terceira vez com sua cunhada Joaninha.
Joaniha e Luis Ferreira
Desse terceiro casamento nasceram quatro filhos: Maria da Conceição, Celina, Geraldo e Inês. Assim como os outros filhos, todos aprenderam música. Conceição era pianista, violonista e professora; Celina tocava piano e era professora; Geraldo era pianista de salão e Inês tocava piano.
Maria da Conceção, Celina, Geraldo e Inês
A esposa Joaninha faleceu em 29 de dezembro de 1940. Luiz com 75 anos pede a sua filha Celina que fale casamento a irmã de sua falecida esposa Yayá que ainda estava viva. Ela por sua vez disse que não casou quando era nova, não casaria mais. O Major Luiz Ferreira da Silva faleceu em 1950 aos 84 anos.

FONTE: gibsonmachadocm.blogspot.com

Um comentário:

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

Seguidores